Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.13/619
Registo completo
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.advisorFragoeiro, Isabel Maria Abreu Rodrigues-
dc.contributor.advisorReis, Maria Gorete Mendonça dos-
dc.contributor.authorOliveira, Maria Paulina de Ornelas-
dc.date.accessioned2014-07-22T14:22:32Z-
dc.date.available2014-07-22T14:22:32Z-
dc.date.issued2014-07-22-
dc.date.submitted2011-
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/10400.13/619-
dc.description.abstractO crescimento exponencial das áreas urbanas e o desenvolvimento económico trouxe rápidas mudanças no estilo de vida, especialmente na alimentação e na actividade física das pessoas, que influenciaram o estado nutricional e consequentemente a saúde. O objectivo deste estudo foi determinar o perfil nutricional das pessoas que frequentam os Centros Comunitários do Funchal. Foi um estudo quantitativo com uma amostra aleatória de 132 pessoas com 65 e mais anos. O protocolo incluiu um formulário com os dados sócio-demográficos e antropometria, o questionário Mini Nutritional Assessment e o Questionário de Baecke Modificado. No tratamento dos dados recorremos à análise estatística descritiva e inferencial. A Amostra foi predominantemente feminina (84,1%), com idade entre 65-88 anos ( =71,58 e s = ±5,31), casada/vivia maritalmente (43,9%) ou viúva (40,9%), com pouca escolaridade e rendimentos inferiores ao salário mínimo regional (74,23%). A maioria (81,1%) apresentou-se bem nutrida. Antropometricamente houve correlações, positiva da idade com o peso e negativa com o perímetro geminal e braquial. O maior perímetro geminal associou-se a maior rendimento. A maioria foi considerada “menos activa”. As mulheres realizaram mais actividades domésticas, o que se correlacionou com a idade. Nas actividades de tempos livres destacaram-se os solteiros, nas domésticas os que viviam com cônjuge / filho (s) e na actividade total os que tinham educação superior. Houve correlação positiva entre estado nutricional e actividades domésticas, desportivas e actividade total. Existiu correlação negativa entre perímetro da cintura e actividades domésticas, desportivas e actividade total. As mulheres apresentaram mais excesso de peso e risco elevado de doença do que os homens. Conclusão: A maioria dos idosos apresentava-se bem nutrida. Ao melhor estado nutricional equivaleram maiores actividades domésticas, actividades desportivas e actividade total e vice-versa; a maior perímetro da cintura menores actividades domésticas, actividades desportivas e actividade total e vice-versa. A maioria das mulheres revelou excesso de peso e risco elevado de doença. A homogeneidade da amostra permitiu identificação de apenas um perfil.por
dc.description.sponsorshipCentro de Ciência e Tecnologia da Madeirapor
dc.language.isoporpor
dc.rightsopenAccesspor
dc.subjectCentro comunitáriopor
dc.subjectEnvelhecimento activopor
dc.subjectIdosospor
dc.subjectEstado nutricionalpor
dc.subjectActividade físicapor
dc.subjectNutrição e saúdepor
dc.subjectFunchal (Portugal)por
dc.subjectGerontologia - Especialidade em Gerontologia Socialpor
dc.subject.por
dc.subjectCentro de Tecnologias da Saúdepor
dc.titlePerfil nutricional das pessoas que frequentam os Centros Comunitáros do Funchalpor
dc.typemasterThesispor
thesis.degree.levelMestradopor
thesis.degree.disciplineGerontologia - Especialidade em Gerontologia Socialpor
thesis.degree.nameMestrado em Gerontologia - Especialidade em Gerontologia Socialpor
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MestradoPaulinaOliveira.pdf2,57 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.