Utilize este identificador para referenciar este registo: http://hdl.handle.net/10400.13/622
Título: Inteligência emocional, engagement e burnout em professores do 2º e 3º Ciclos e Secundário da RAM
Autor: Andrade, Cláudia Alexandra Rodrigues
Orientador: Franco, Maria da Glória Salazar d`Eça Costa
Palavras-chave: Inteligência emocional
Burnout
Engagement
Expressividade emocional
Regulação emocional
Madeira (Portugal)
Psicologia da Educação
.
Centro de Artes e Humanidades
Data de Defesa: 2013
Resumo: Este estudo teve como objetivos compreender a inteligência emocional e o engagement como fator de proteção face ao burnout, bem como estudar as relações entre a inteligência emocional, o engagement e o burnout. Mayer e Salovey (1997) definem a inteligência emocional como a capacidade de perceber, avaliar e de expressar as emoções, baseada em quatro níveis: capacidade de perceber, usar, conhecer e regular as emoções para facilitar o pensamento. O engagement é um construto recente a nível mundial, integrado na corrente da psicologia positiva. O oposto ao engagement é o Burnout, expressão inglesa para designar aquilo que deixou de funcionar por exaustão de energia (França, 1987, citado por, Carlotto,2012). A amostra foi constituída por 250 professores do 2º ciclo (26.4%), 3º ciclo (57.2%) e Secundário (16.4 %), do género feminino (70.4%) e do masculino (29.6%), da Região Autónoma da Madeira (RAM). Como instrumentos, utilizámos um Questionário de Dados Sócio-Demográficos e Profissionais, o Trait Meta-Mood Scale (TMMS-24), o Questionário de Expressividade e o de Regulação Emocional de Berkeley, o Questionário de Engagement e o Inventário de Burnout de Maslach (MBI). Para confirmar a relação estatística entre a inteligência emocional, o engagement e o burnout foi realizado um teste de correlação de Spearman entre as variáveis. Encontrámos correlações significativas entre a atenção emocional e o vigor, na dedicação, na absorção e na realização profissional. Relativamente à inteligência emocional dos professores, revelou-se como adequada em ambos os sexos nas três dimensões do construto. No que concerne ao engagement, os professores revelaram valores altos de vigor, dedicação e absorção. Concluiu-se que quanto maior a reparação das emoções, o vigor e a dedicação, menor é a exaustão emocional. Por outro lado, quanto maior a reavaliação das emoções, maior a exaustão emocional.
URI: http://hdl.handle.net/10400.13/622
Designação: Mestrado em Psicologia da Educação
Aparece nas colecções:Dissertações de Mestrado

Ficheiros deste registo:
Ficheiro Descrição TamanhoFormato 
MestradoClaudiaAndrade.pdf1,71 MBAdobe PDFVer/Abrir


FacebookTwitterDeliciousLinkedInDiggGoogle BookmarksMySpace
Formato BibTex MendeleyEndnote Degois 

Todos os registos no repositório estão protegidos por leis de copyright, com todos os direitos reservados.